FANDOM


Hércules

Untitled-2bnnfg.png

Lançamento
Estados Unidos 15 de Junho de 1997
Brasil 4 de Julho de 1997
Home video
VHS 3 de Fevereiro de 1998
DVD 9 de Novembro de 1999
Direção e Produção
Direção Ron Clements, John Musker
Produção Ron Clements, John Musker
Música e Orçamento
Música Alan Menken
Orçamento $85 milhões

Hércules é um filme de animação dos estúdios Disney lançado originalmente em 14 de junho de 1997 nos cinemas norte-americanos. Embora tenha sido o menor êxito da era de ouro da Disney que se estendeu de 1989 a 1999, Hércules teve um considerável sucesso de bilheteria e crítica. É também o único filme do estúdio a ser fortemente inspirado na mitologia grega.

Sinopse

Dono de uma força sobre-humana, o jovem mortal Hércules precisa provar que é um herói para seu pai, o grande deus Zeus, rei do Olimpo. Ele e seus amigos, Pégaso, um cavalo alado e Phil, seu treinador particular, são enganados por Hades, um vilão de cabeça quente que quer conquistar o Monte Olimpo. Hércules precisa decidir entre seus poderes e Meg, seu verdadeiro amor. Só depois de aprender que o importante não é o tamanho de sua força, mas o tamanho de seu coração, ele vai se tornar realmente invencível.

Produção

No filme, Hércules é filho de Zeus e Hera. No mito grego, Heracles (ou Hércules) é o filho de Zeus e uma mortal, terra-nascido mulher, Alcmena. Alcmena e seu marido, Amphitryon, aparecem na versão da Disney de Hércules, como "pais adotivos" de Hércules.

Hades, dublado por James Woods, é o grande vilão. Essa idéia é semelhante à dos Hades do Universo Marvel, que queria derrubar Zeus e era um deus ambicioso. No filme Hades é temperamental, e odeia seu trabalho como senhor do submundo e sempre tenta derrubar Zeus. Disney fez modificações consideráveis ​​com o mito de "Hércules", uma vez que parte do material original e personagens foram considerados inapropriados para os espectadores mais jovens, tais como Hércules posando como marido de uma mulher mortal. A Disney também fez uso de estereótipos na concepção do visual dos personagens, como o fato de descrever Hércules como um super-herói que combate ao crime em vez de um deus, os deuses como americanos descontraidos, as Moiras como bruxas demoníacas (fundindo-as com os Gréias), as Musas como cinco cantoras, e os Titãs como gigantes brutais.

Devido ao destaque do nome na cultura ocidental, eles usaram os nomes latinos dos personagens do mito de Hércules, em vez dos nomes reais gregos. Na série, o deus Dionísio foi retratado seu nome romano, Baco.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória